sábado, 25 de julho de 2009

Algumas verdades

Por mais bondosos que sejamos ou desejaríamos parecer, atrás de toda ação existe uma intenção. Intenções são suscitadas consciente ou inconscientemente por repentinos pensamentos. Pensamentos não têm donos ou autores, são produtos do que sentimos diante do que através de nossos sentidos percebemos. Não existem pessoas boas e más, existem pessoas arrependidas e não arrependidas porque todas, independentes de suas ações ou intenções, são más.

Por mais maldosos que sejamos ou desejaríamos parecer, frente a toda ação existe uma possibilidade de perdão. O perdão pode ser deliberadamente aceito ou não. Se aceito, é um crédito de valor imensurável que sempre cobre o débito e ainda sobra troco. Não existe pecado que tire alguém do céu, o que tira alguém do céu é a falta de perdão.

Por mais importante que sejamos ou desejaríamos ser, ao nosso lado, nesse mundo, sempre existe alguém que poderia nos substituir. Se podemos ser substituídos entendemos que não somos os mais importantes. Se não somos nós os mais importantes, Alguém deve ser. O inimigo nos confunde a todo tempo nos levando a entender que é algo sobre nós, mas é tudo sobre Deus. A obra é dEle, a luta é dEle.

Não se trata do que você faz, do que você deixa de fazer ou mesmo daquilo que você é. É tudo uma questão do que Jesus é e de tudo o que Ele já fez por você.

11 comentários:

Patrícia disse...

Em primeiro lugar,obrigada por aparecer la no blog... liguei pra menina sim, ela é um graça!

Gostei muito do texto, pra veriar! rsrs...

Esse é um pensamento bem abstrato! e o incrível em pensar em Deus, pra mim, é essa imensidão de ser astrato e ao mesmo tempo concreto, se pensarmos que Ele é tudo, dEle é tudo!! E numa simples ação nossa podemos estar ferindo diretamente a Ele!

Bjsss a ti!

Evelyn disse...

HEI!!! AMÉM!!!
Hj entrei aqui só por, sei lá, achando q não haveria nada (como sempre), mas tinha!!! Hehehehehe...
Então vim aqui, mesmo sem algo útil para comentar, só para "pra participar de maneira ATIVA fazendo o André feliz!", certo?
Só digo graças a Deus pelo perdão e por nos amar como somos, mesmo não merecendo.
Saudades amigo!!

@subebel disse...

Oi André! Por aqui participando novamente! Sim, concordo q tem gente q mtas vezes se aproveita da bondade dos outros para explorar...
Acho q cada um tem q batalhar pelos seus objetivos. Abçs! @subebel

Igor disse...

"Não existem pessoas boas ou más... todas, independente das ações ou intenções, são más." Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (Rm 3.23).
As pessoas não gostam dessa verdade, porque a noção de maldade e pecado é deturpada, e ninguém gosta de ser chamado de mau ou pecador, por ser ofensivo.
A maldade do homem se deve ao fato de ele ser pecador, e o termo pecado no grego original significa "errar o propósito", o que indica que, se você vive fora dos planos e propósitos de Deus para a sua vida - descritos na Bíblia - você é um pecador e está destituído da glória dEle.

"Não é o pecado que tira alguém do céu, mas a falta de perdão [da parte de Deus]." Jesus começou a pregar dizendo: Arrependei-vos... (Mt 4.17). Mas Deus... anuncia agora a todos os homens, em todo lugar, que se arrependam, porquanto tem determinado um dia em que com justiça há de julgar o mundo... (At 17.30-31). O Senhor... é bondoso e paciente para convosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se (2Pe 3.9).
O perdão é fruto do arrependimento. Se a Bíblia declara que todos nós somos pecadores e estamos separados da glória de Deus, então todos nós precisamos nos arrepender. "E eu devo me arrepender de que?" De estar vivendo fora dos planos e propósitos de Deus.
A palavra arrependimento em grego é "metanóia" (meta/transformação; nóia/mentalidade), portanto, arrependimento é mudança de mentalidade. Eu e você nos arrependemos verdadeiramente quando deixamos de pensar da forma como pensamos e passamos a pensar da forma como Deus pensa, e isso gera uma mudança natural nas nossas atitudes, porque a mente coordena o corpo.

"É tudo uma questão do que Jesus é e fez por você." Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim (Jo 14.6). Quando Jesus morreu na cruz, ele sofreu as consequências dos nossos pecados, experimentou separação de Deus e morte física. Mas também pagou nossa dívida de desobediência, vivendo nos planos e propósitos de Deus sem jamais se desviar.
Jesus preparou o caminho, anunciou a verdade e deixou disponível a vida - Ele mesmo, o próprio Deus se ofereceu por amor de nós. E hoje Ele vive esperando manter um relacionamento real e profundo conosco.

Todos nós somos pecadores, o chão é nivelado nesse aspecto. A diferença é o caminho que cada um de nós decide seguir. Uns permanecem vivendo suas vidas vazias e outros reconhecem que precisam de Deus. Obviamente, caminhos diferentes definem destinos diferentes. Você sabe qual é o seu?

Diógenes disse...

É, dá pra entender porque esse é um dos posts com menos comentários. A verdade dói, e são poucos que a ouvem e abre os olhos para a mesma, já que não adianta só ouvir e esquecer alguns minutos depois. Em minha opinião, o melhor post, continue assim!

Cah* disse...

Simples, conciso, objetivo e profundo.

Parabéns!!!

Michele disse...

Eu já comprei uma briga com um namorado, uma vez, por defender exatamente esta idéia: nosso egoísmo desenfreado. Disse a ele que eu gostava dele porque ele era bom pra mim, e que temos a tendência a gostar das pessoas que nos fazem bem. Lembro que ele ficou muito bravo... rs. Então é só por isso que vc está comigo?

De fato até nossos sentimentos mais nobres geralmente tem uma motivação egocêntrica. Mas creio, também, que somos muito influenciados pelo Espírito Santo. Já parou pra pensar por que a "bondade" é tão valorizada? Até mesmo as pessoas que não têm fé alguma querer ser reconhecidas como pessoas boas.

Eu ainda creio na bondade humana. Mas também creio que essa bondade não vem de nós. Acho que isso explica porque tenho a tendência a pensar que as pessoas que demonstram o amor pelo próximo são cristãs (vide meu último post). Talvez sejam e ainda nem saibam.

Thybério Bastos disse...

Confusão é, de longe, uma das piores coisas que alguém pode sentir. Porque muitas vezes a gente só vai saber que estava confuso depois das coisas já estarem fora do controle. Por isso que é importante analisar cada ato/pensamento, antes de qualquer ação/reação.

Erica Ferro disse...

Simples, conciso, objetivo e profundo.

Parabéns!!! [2]

P.s: Achei seu blog numa comunidade do orkut, chamada "Escrever para me entender".
De coração, amei ter encontrado um blog com textos tão bem escritos.
Sempre passarei por aqui pra ver se tem novos textos.

***Mariel... A Menina que Dobra Papel*** disse...

oieee..
tbm voltei pro meu blog depois de tantos problemas... soube o q aconteceu com meu pai neh... ore por nós todos...
adorei o texto, gosto quando ele me faz refletir... e conseguiu...rsrs
te adoro amigoo
beijaoooo
saudades
em outubro to em sampa
t+

Anônimo disse...

Neste momento, esse texto tocou o meu coração! Obrigado.